Esqueci Minha Senha

A IGREJA Igreja Batista Central da Barra da Tijuca

BEM AVENTUDADOS OS LIMPOS DE CORAÇÃO (MATEUS 5.8)

 

O rei Davi após ser confrontado pelo profeta Natã escreveu um salmo e através dessa poesia clamou: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável (Salmos 51, 10)”. O coração puro é aquele que foge da hipocrisia! A pureza de coração exige uma exteriorização de atitudes que tenha raiz na interioridade. Os fariseus foram chamados de “sepulcros caiados (Mateus 23,27)” porque limpavam o exterior do copo e do prato, mas interiormente estavam cheios de rapina e intemperança. “Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do Inferno? (Mateus 23,33)”. Davi clamou pedindo a Deus um coração puro porque sabia, através do profeta Natã, que os disfarces que criamos para nos esconder nunca nos levariam a plenitude espiritual. É melhor limpar o interior do copo e, então, experimentar a exteriorização através dos nossos atos de amor.
Rubem Alves, escritor brasileiro, disse que nós pintamos o mundo de fora com o mundo de dentro. Que o nosso mundo de dentro seja puro e enraizado nas atitudes e no amor de Cristo. E, então, veremos a Deus face a face!

 

Pastor Rainerson Israel




QUE TENHO EU COM BARNABÉ?

 

 

Eu poderia dizer de forma romântica o que é ser cristão, poderia escrever um texto demonstrando uma maravilhosa maneira de se entender como um servo de Deus e a magnitude de desempenhar o papel a você concedido por Cristo a executar nesta Terra. Poderia provar com palavras que você existe para um propósito sonhado a milhares de anos por um Deus que tem o controle de tudo em suas mãos e demonstrar também aqui, quantos milagres o Senhor Deus escolheu realizar através de você concedendo a você a oportunidade de experimentar algo que jamais imaginou.Eu poderia, porém, gostaria de lhe apresentar um ser humano. Gostaria de lhe apresentar Barnabé.

Este homem entendeu que sua experiência com Cristo consistia em reorganizar completamente seus valores.Um homem que nos ensina que para se caminhar com Cristo é necessário entender que nossos bens (sejam quais forem) não são nossos, mas estão a serviço de Deus. Alguém que a despeito de seus medos e traumas causados pela perseguição à igreja primitiva, insistia em crer na conversão de Saulo (um dos principais perseguidores da igreja em sua época) ao ponto de levá-lo onde os apóstolos se reuniam quando ninguém mais cria em sua conversão.

Corajoso não só diante da perseguição, colocou-se firme ante ao desafio de pastorear e ensinar os que se converteram em Antioquia, alguém que reconhecia, não somente suas limitações ao ponto de ir a Tarso procurar Saulo para que este o auxiliasse, mas também visando o crescimento de um novo líder para a Igreja primitiva. Barnabé era alguém plenamente confiável, tendo se tornado responsável por conduzir as ofertas feitas pela Igreja de Antioquia à igreja da Judéia no tempo de fome. Seu coração era missionário e isso foi reconhecido pelo próprio Espírito de Deus quando pediu à igreja de Antioquia que o separasse junto à Saulo para anunciar o Evangelho.

Barnabé sabia o valor de caminhar com Deus e não deixou que sua espiritualidade subisse à sua cabeça quando em Atos 14.12 o enxergaram como a um deus, chamando-o de Zeus, tratou logo de mostrar que apesar de carregar a mensagem de um Deus poderoso, era juntamente com Paulo, homem comum.Por ter se colocado à disposição de Deus teve não só experiências para contar, como teve também sabedoria para ajudar a igreja de Jerusalém a entender como lidar com os gentios que se convertiam.Barnabé, não tratava as pessoas com distinção, não permitindo que sua grande amizade com o apóstolo Paulo o fizesse deixar João Marcos para trás em uma de suas viagens missionárias, motivo de grande contenda entre os dois amigos, que pela graça de Deus que habitou seu coração, não foi definitiva.

Estas são pouquíssimas e não muito detalhadas descrições de quem foi este homem, que percebeu que a vida com Cristo tem a ver com o zelo pela Palavra e pelas pessoas.É hora de percebermos que somos nós os Barnabés a quem Deus quer levantar em nosso momento, que pode ser marcado historicamente por nós, pessoas como Barnabé, pessoas de Deus.

 

(Thiago Santiago- Seminarista)




COMO ANDA A SUA VIDA SENTIMENTAL?

 

Não é doloroso? Você que ser concentrar em tantas coisas, mas o coração exige amor, um companheiro, um relacionamento... Só que você simplesmente não tem tempo para essas coisas! Até tenta preencher o seu dia com diversas atividades e muito trabalho, mas, ainda sim, quando a noite chega, vêm, também, os muitos pensamentos. A sua mente viaja até um lugar que talvez nem exista, e lá você caminha ao lado da pessoa que te ama...
Por mais que nos esforcemos para acreditar que não precisamos disso, lá no fundo sabemos que precisamos sim – e como! Não é uma questão de não podermos viver sem um relacionamento afetivo, mas do quanto somos mais felizes com ele. Nossa vida sentimental é exatamente importante e, embora você seja o tipo de pessoa que tenha objetivos pessoais, tudo seria bem mais fácil se no final de um dia cansativo de trabalho tivesse alguém doido pra te ver ou ao menos ouvir a sua voz.
Já foi comprovado que todos nós temos necessidade de satisfazer essa área de nossa vida – e Deus, sabendo disso, tomou as devidas providencias. Ele viu o quanto a vida de Adão seria bem mais fácil se este tivesse uma auxiliadora – uma mulher. Lembre-se de que Adão tinha tudo o que um homem poderia desejar! Ele era rico e tinha o controle de tudo o que existia naquela época mas, ainda assim, Deus viu sua necessidade.
Ainda hoje, Deus vê essa necessidade e fica feliz em formar casais que vão durar por toda vida. Contudo, Ele tem encontrado uma certa resistência de nossa parte. Ele sabe o que é melhor para cada um de nós, mas nem todos estão dispostos a aceitar o que Ele tem para oferecer. Muitos preferem sair por aí em busca daquele que mais lhe atrai e acabam forçando um relacionamento que jamais deveria existir. Homens e mulheres jovens que tem medo de acabarem sozinhos e que se envolvem em qualquer tipo de relacionamento que aparece.
Homens e mulheres maduros que já não suportam mais a solidão e a insegurança e que se envolvem em relacionamentos descompromissados que só lhe trazem dores de cabeça. É um círculo vicioso. Quando isso vai acabar? Quando é que Deus vai intervir em favor dessas pessoas? A resposta é: Quando elas desistirem de tentar lidar com algo que não lhes compete. Deus é o Único capaz de formar casais perfeitos – e isso faz muito sentido! Ele é Deus, portanto sabe quem é quem por dentro e por fora. Ele nunca erra – nunca.
A sua vida sentimental é muito importante e você deve dedicar parte do seu tempo para cuidar dela. Comece participando da Terapia do Amor. Apenas tome cuidado para não tomar a frente de Deus, escolhendo a pessoa que você achar melhor. Se tão-somente entregar a sua vida afetiva nas mãos de Deus e usar a sua fé, crendo nEle e não permitindo que as suas dúvidas venham anular a sua fé, Ele certamente proverá – Ele sempre provê. Para Deus, não importa se você é jovem, idoso ou de meia-idade; viúvo ou divorciado. O que importa é que creia nEle e faça aquilo que só você pode fazer: orar e usar a sua fé.

 

Aline Cosenza (Ministério de Comunicação e Marketing)




SEM FÉ É IMPOSSÍVEL AGRADAR A DEUS!

 

Uma mulher cananéia ouviu falar do Senhor Jesus e dos milagres que estava realizando por todo lugar onde passava e, assim ela teve a certeza de que Ele é quem iria pôr fim ao sofrimento de sua filha. Ela começou então a seguir o Senhor Jesus, clamando em favor de sua menina. Os discípulos já estavam se cansando da insistência daquela mulher. O Senhor Jesus, sabendo que ela O seguia apenas em busca de um milagre, a ignorou por um tempo. Mesmo assim, ela não parou de pedir ajuda e, com certeza, deve ter incomodado muita gente à sua volta. Sabendo que aquela mulher estrangeira não iria parar de importuná-lo, o Senhor Jesus voltou-Se para ela e disse: “Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos.” Certamente, muitos devem ter pensado que depois daquele fora ela desistiria... Mas ela respondeu: “Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos.” Que ousadia! Que insistência! O Senhor Jesus ficou surpreso com a resposta que ouviu daquela mulher, pois a sua reação ao que Ele lhe havia dito foi completamente oposta ao que qualquer pessoa poderia esperar! Então, Ele disse: “Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres” (Mt 15:22-28).

Uma das características mais marcantes da fé daquela mulher é algo chamado humildade. Ela foi capaz de se colocar no seu devido lugar, não se importando consigo mesma e nem com o seu orgulho, mesmo depois de ter sido repreendida pelo Senhor Jesus na frente de toda aquela gente. A fé daquela mulher é o tipo de fé que falta em muitos cristãos nos dias de hoje. Uma fé que não esmorece por causa de pequenos mal entendidos ou escândalos aqui e ali.

De uma coisa eu tenho certeza, muitos teriam saído furiosos com Jesus se estivessem no lugar da mulher Cananéia. Uns teriam começado a discutir, enquanto outros teriam decidido que nunca mais iriam ouvir falar dEle. Entretanto, o ponto a ser analisado é: Que tipo de atitude você tomaria se estivesse no lugar daquela mulher? Que tipo de pessoa é você? O que seria capaz de irritá-los ao ponto de abandonar a Deus?

Meus irmãos, que te dizer que se existe algo, então você não é digno de tê-Lo. Ele não precisa de nós, mas nós precisamos dEle desesperadamente. Ele não comete erro algum. Enfrentemos a realidade: Somos nós que erramos! Aquela mulher sabia que não merecia nada do Todo Poderoso e, por esse motivo, ela se humilhou e reconheceu a sua condição diante dEle. O que nos chama a atenção é o fato de que ela reconheceu que não era merecedora, e isso é o que falta em muitos de nós.

 

As grandes maravilhas de Deus somente se manifestam na vida daqueles cujo coração é humilde. Pequenos milagres podem ser alcançados através de um simples ato de fé em Deus, mas os grandes milagres só podem ser alcançados através de uma fé com qualidade, como daquela mulher; ou seja, uma fé que nos faz saber exatamente o nosso lugar diante de Deus.

 

Sem fé é impossível agradar a Deus.” (Hebreus 11:6)

 

(Aline Cosenza – Ministério de Comunicação e Marketing)




PARA AS MULHERES DE DEUS

 

No dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Esta data foi criada em homenagem às mulheres que trabalhavam em uma fábrica dos Estados Unidos que morreram queimadas ao reivindicarem seus direitos em relação aos homens.

Em Gênesis 2:18 lemos "E disse Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea". Se o nosso Pai que está no céu fez essa declaração é porque sabia que o homem não poderia viver sozinho e precisaria do cuidado, da visão e da emoção que somente alguém do sexo feminino poderia trazer para somar-se à sua objetividade, sem muito romantismo.

Alguns estudos científicos comprovam que o homem tende a ser mais razão que emoção e a mulher justamente o contrário. Desta forma, se os dois vivem juntos, se completarão.

Nenhum dos dois deve achar que "manda" no outro. Cada um tem sua responsabilidade e poder de decisão, caso contrário o clima pesado como de um quartel impedirá que cresçam e cheguem a uma vida mais produtiva a dois, aliás a três, pois Deus não pode ficar de fora deste convívio.

Essa data também é um bom momento para pensarmos na importância da mulher na vida de um homem. Não existe ninguém que possa dizer que nunca esteve  "envolvido" com uma mulher em sua vida.

Mulher-mãe, mulher - avó, mulher - professora, mulher - namorada, mulher- noiva, mulher - esposa, mulher- mãe de seus filho, mulher- sogra. Sempre estamos envolvidos com uma vida feminina que traz grande importância à sua existência como um todo. Muitas são positivas e algumas negativas.

O rei salomão escreveu em Provérbios 31:10: "Mulher virtuosa, quem a achará?" O seu valor muito excede ao de "joias" que nos rodeiam pela vida afora? Se a acharmos, estamos aproveitando seu imenso valor ou desprezando como se nada valesse? E se ainda encontrarmos essa "pé-rola", estamos pedindo a devida orientação do Senhor?

Vamos agradecer a Deus por essas precisas vidas que estão ao nosso redor e que podem trazer grandes bênçãos para todos durante vários momentos que sequer lembramos, pois são muitos.

Parabéns às "mulheres de nossa vida".

 

(Aline Cosenza, Ministério de Comunicação e Marketing)




RECUSE-SE A PERMITIR QUE O MEDO PARALISE VOCÊ

 

Querer implica em temer. Ao menos é isso que acontece com o ser humano. Quanto mais se deseja algo, maior é o medo de não conseguir. Quanto mais alguma coisa for importante para nós, maior será nosso medo de perdê-la. O medo das pessoas, o  medo do fracasso e o medo da rejeição podem tentar você a esconder seus dons e talentos, a não agarrar novas oportunidades, a não ser ousado e a não seguir em frente por preferir abdicar da "luta" e arriscar tudo o que já ganhou. Não faça isso! Se você não tiver coragem de começar - você já está acabado. Acredite! Quer ver? Basta abrir sua Bíblia em Mateus 25.14, lá você verá uma interessante história que ilustra esse artigo - A Parábola dos Talentos.

Nessa narrativa contada por Jesus três trabalhadores estão cara a cara com uma grande oportunidade. Diga-se de passagem "A" oportunidade de suas vidas, pois recebem de seu patrão talentos a serem multiplicados. O primeiro trabalhador recebe cinco talentos, o segundo dois e o terceiro um. Nos tempos bíblicos, um talento era aproximadamente o salário de quinze anos, assim você pode ter uma ideia do tamanho da oportunidade que lhes foi dado.

Mas apenas o primeiro e o segundo fizerem exatamente o que era esperado, multiplicando-os conforme lhes foi dado. Já o terceiro homem teve medo de fracassar e por isso decidiu enterrar seu talento. Jesus o descreveu como sendo um homem mau e disse que o talento dele lhe seria tirado. Aquele foi um momento de decisão. Cada um deles teve a chance de testar sua capacidade e entregar seus talentos de forma lucrativa. O terceiro trabalhador não foi julgado pelo que fez, mas por não fazer nada.

Temos grandes referências bíblicas de grandes pessoas que tiveram que superar seus medos e ultrapassar barreiras (seja emocionais, físicas, pisicológigas e etc). Quando Deus chamou pessoas como Moiséis, Gideão, Débora e Ester, todos eles precisaram superar os seus medos naturais; e você também fará isso. Quando estavam no deserto, o medo da carência fez com que os israelitas quisessem voltar para o cativeiro no Egito. O medo da perseguição fez com que os discípulos abandonassem Jesus na Sua hora mais sombria, e fez com que Pedro O negasse três vezes.

O medo, ou melhor a sensação de medo existe em você apenas para mostrar-lhe que é humano. O lado ruim da coisa é quando essa sensação ultrapassa a barreira da atividade sensorial, comum a todo ser humano, e estabelece contato com o psicológico te impedindo de prosseguir. Isso não deveria acontecer, mas acontece o tempo inteiro. O fato é que nós seres humanos temos a tendência de passar mais tempo evitando a frustração e o fracasso do que buscando a satisfação e realização. Isso é em todas as áreas de nossa vida, seja profissional, sentimental, familiar, financeira.

 

Folheando uma revista voltada para o público feminino, fiquei surpresa com a declaração do astro de basquete Norte Americano, Michael Jordan. Na entrevista ele declara: "Errei mais de nove mil cestas e perdi quase 300 jogos. Em 26 diferentes finais de partidas fui encarregado de jogar a bola que venceria o jogo… e falhei. Eu tenho uma história repleta de falhas e fracassos em minha vida. E é exatamente por isso que sou um sucesso.”

 

Impactante não? Mas é exatamente isso que acontece. O fato é que as pessoas de grande sucesso são aquelas que não tiveram medo de fracassar e de se arriscar. O fundador da Ford Motors, Henry Ford, em sua autobiografia disse; “O fracasso é a oportunidade de se começar de novo, com inteligência.”

Entenda que o sucesso é um processo e nem sempre será fácil alcançá-lo, mas pelo menos fará você se sentir vivo. Se você passa seus dias evitando frustrações que geram dor, está colocando sua energia apenas para sobreviver de uma maneira aceitável. Se suas ações tem como principal objetivo realizar sonhos, talvez você não se importe se der alguns tropeços no meio do caminho. Portanto, não deixe que o medo te paralise. Pergunte a si mesmo: " O que eu tentaria fazer, se não tivesse medo de fracassar?"  Você se deparará com um leque de oportunidades, no qual, certamente te fará uma nova pessoa se, pelo menos, propor-se a exercé-las com sabedoria e discernimento de Deus.

(Aline Cosenza - Ministério de Comunicação)

 




O QUE É O AMOR VERDADEIRO?

Essa foi “A” pergunta que me fiz ao levantar da cama hoje cedo. Depois de uma noite mal dormida e repleta de pensamentos a esse respeito me deparei com uma enorme vontade de encontrar alguém que pudesse me explicar sob todos os aspectos, o significado do amor e as reações que, essa palavrinha de quatro letras, é capaz de causar em nós.

Obviamente que essa pessoa não apareceu em minha frente com um manual de instruções do amor, o que seria muito estranho, diga-se de passagem. Mas o fato é que antes de sair para o trabalho, foliei meu livro de cabeceira - “O Mestre do Amor”, de Augusto Cury. Ao começar a lê-lo fui surpreendido com a frase: “Jamais alguém tão grande se fez tão pequeno para nos ensinar a mais importante lição de vida - amar.”

Essa frase me fez pensar na história de vida de Jesus. Ele tinha toda autoridade dada por Deus, Ele estava em meio à glória, nas alturas, rodeado de anjos que o adoravam a todo instante. Entretanto, Ele não hesitou e se fez tão pequeno. Foi capaz de renunciar a tudo por amor a mim, por amor a você, por amor ao mundo. Ele simplesmente amou e nada mais.

 

Na mesma hora um turbilhão de pensamentos e sentimentos me veio à tona, comecei a pensar sobre como a vida nos leva a vivenciar grandes experiências, seja nos relacionamentos entre homem e mulher, entre pais e filhos, entre irmãos e até mesmo entre amigos. Experiências essas que muitas vezes nos frustram, causando grandes decepções e marcas profundas na alma.

 

Ao passo que ia lendo cada vez mais rápido as páginas seguintes do meu livro, constatei o que já sabia. Somente Jesus foi capaz de amar verdadeiramente. Jesus é o amor verdadeiro! Outros podem jurar amor eterno, e no fim, desapontá-lo; somente Deus promete e cumpre. Esse é um amor que realmente vale a pena.

 

Nos momentos seguintes tudo ficou mais claro. Aqueles pensamentos embaraçados sumiram como um passe de mágica e então tudo estava completamente nítido. Parecia até cena de filme. O sol raiava e as rajadas de luzes que entravam pela janela invadiam o meu quarto como se quisessem, na verdade, clarear meus pensamentos em resposta a minha indagação ao amor verdadeiro.

 

Depois de tudo isso foi simples perceber que o segredo para amar uns aos outros de maneira sincera e desinteressada é saber que antes de dar amor, é preciso recebê-lo. E esse amor vem do alto, vem dos céus. Ele nós ensina que é preciso ter metas e nos encorajou a sonhar com elas. Mostrou-nos que podemos romper as algemas do medo e das dificuldades e revelou que nenhum deserto é tão árido e tão longo que não possa ser transposto.

 

Jesus nos amou com todas as suas forças, apesar de saber que não somos gigantes, nem heróis. E se você permitir, Ele o preencherá por inteiro e então você vai conhecer a forma perfeita de amar — a forma de Deus. Mergulhe no oceano do amor de Deus e deixe que cada gota inunde seu coração e o mantenha aberto para acolher e compartilhar esse sentimento.

 

(Benedito Bomfim Junior – Min. de Comunicação)




LIVRAMENTO

 

“Senhor, Tu és meu livramento e meu socorro. Não tenho outro recurso para minha vida, pois sou falho e limitado. Ajuda-me a ser forte e decidido contra aquilo que me tenta, seja o que for.”

Eu sou um homem falho, muito mais do que gostaria de ser. Meus irmãos ao meu redor têm limitações, cometem erros, fazem bobagens, se enganam. Uns mais e outros menos, somos todos imperfeitos. A expressão de nossa imperfeição aparece nas palavras, nas atitudes, no sentimentos. Algumas destas imperfeições são, digamos assim, toleráveis mais do que outras. Claro, para Deus qualquer pecado será uma ofensa, mas não podemos negar que suas consequencias são muito distintas.

O que nos permitirá vencer essas falhas e imperfeições não é nosso, não está em nós (naturalmente falando) e nem pode ser comprado. Deus nos provê o livramento mediante as tentações. Isso vem Dele, somente Ele pode fazer e isso nunca será diferente.

Precisamos entender que fomos criados por Deus e Ele sabe que não somos perfeitos. Ele não poderia se iludir achando que conseguiríamos isso, portanto nos deu uma mãozinha. E que mãozinha…

Ao colocar em nós o Espírito Santo, Deus nos dá um mestre, um ensinador, um consolador, um companheiro. Podemos vencer aquilo que nos torna imperfeito. Os nervosos podem se acalmar. Os duros podem ser gentis. Os adúlteros podem ser fiéis, como os mentirosos podem ser verdadeiros e os viciados podem ser livres. Toda tentação, por maior que seja, é humana e portanto natural. Mas o nosso Deus, o Pai, é SOBRENATURAL e está disposto a nos livrar.

Clame a Ele, peça a Ele, busque Nele. Podemos suportar, podemos vencer, não importa o que seja será menor que o Eterno e Ele pode livrar. Só de fazer isso, com intensidade e vigor, genuina e sinceramente, já sobrará menos tempo e ficaremos expostos à tentação. Nunca soube de alguém que foi tentado enquanto estava a sós, em seu quarto secreto ou no monte orando…

 “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.” (1 Coríntios 10:13 ARA)

(Pr. Mário Fernandez -  Retirado do site ICHTUS.com.br)




O QUE ESPERO DE DEUS NESTE NOVO ANO?

Todo começo de ano é comum idealizarmos novas metas e listarmos novos sonhos e expectativas para o novo ano que se inicia. É comum vermos agendas ou simples papeis sendo preenchidos com a pergunta: “ O que espero de Deus no próximo ano?” Contudo você já parou para pensar que Deus, nesse exato momento, pode se perguntar “Como será que meus filhos me surpreenderão neste ano?” ou ainda “Será que meus filhos me surpreenderão este ano?”

Nossas listas do que esperamos de Deus podem ser bem extensas, mas o importante é sabermos o que Deus espera de nós. Primeiro: Deus espera que vivamos de forma reta. Que endireitemos todos os caminhos da nossa mente, dos nossos sentimentos e dos nossos desejos.
 
Que vivamos cada dia de 2011 pondo em prática a Palavra de Deus em nosso viver pessoal, nos nossos negócios e em todos os nossos relacionamentos. Deus espera de nós que cresçamos na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Que chegemos mais perto da maturidade espiritual e tornemos cada dia mais efetivo o nosso compromisso interior com Jesus. Segundo: Como resultado de uma vida de santidade, Deus espera que nós sejamos testemunhas vivas do Evangelho, não somente pelo modo de viver, mas também pela nossa palavra. Ele espera que este novo ano seja um tempo de salvação dos nossos parentes, vizinhos, amigos e de todos aqueles a quem pudermos falar de Seu amor. Que durante este ano levemos a preciosa semente da vida eterna a todos, mesmo que seja andando e chorando para que, ao final do ano, possamos voltar com alegria trazendo conosco os frutos que colhemos em forma de vidas conquistadas para o Reino. Em terceiro lugar, posso assegurar que Deus espera de nós que amemos a Sua igreja, que nela pratiquemos nossos dons espirituais, que dela não nos afastemos e que contribuamos com nossos dízimos e ofertas para que a Igreja de Jesus possa cumprir o seu propósito na afirmação e na proclamação da nova vida em Cristo. Deus espera de nós que lhes dediquemos mais tempo em oração (ORAR + AÇÃO), pois os perdidos precisam de salvação, os salvos precisam de santificação, os santos precisam tornar efetiva em suas vidas a esperança da glória em Cristo, os enfermos precisam de consolo, fortalecimento e cura, os joelhos tementes precisam ser fortalecidos, os tristes precisam da alegria no Espírito, a nossa cidade precisa de paz, o mundo precisa de justiça e todos esses assuntos podem ocupar uma parte cada vez mais expressiva do nosso ministério de oração. Deus espera que oremos mais, que esperemos mais dele em favor do mundo ao nosso redor.
 
Desse modo, ao invés de dizermos, como fazemos costumeiramente, o que esperamos de Deus, melhor seria que entregássemos a Deus a folha em branco das nossas ansiedades para que nela Ele escrevesse o que espera de cada um de nós.
 
Viva uma vida de santidade, busque a quem você pode ajudar e ajude, dedique cada vez mais do seu tempo em oração e leitura da Bíblia, ame sua igreja, proclame a todos a graça da salvação e viva um 2011 repleto de dias gloriosos.  
 

 ( Aline Cosenza – Ministério de Comunicação)




PALAVRAS MORTÍFERAS

As palavras parecem eternas. No instante em que você as pronuncia em alta voz, está literalmente escrevendo-as no coração de alguém. Às vezes, esse alguém vai viver a vida inteira segundo tais palavras. O que você disse para a pessoa que ama no dia de hoje? Que palavras gravou no coração e na mente dessa pessoa até agora? Eu sei que às vezes é difícil se controlar, especialmente naqueles momentos de raiva, mas será que vale a pena destruir a auto-estima de uma pessoa por causa de um deslize, por um erro que ela cometeu?

Deus tolera o nosso coração teimoso dia após dia e, mesmo assim, não nos destrói com palavras. Ao contrário, Ele sempre nos diz coisas boas, tais como: podemos começar de novo (Is 43:18,19), Ele nunca se esquecerá de nós (Is 49:15), sempre estará conosco (Mt 28:20), o Seu amor é incondicional (Rm 8:35), somos a menina dos Seus olhos (Zc 2:8), etc.
 
Além de termos que lutar contra os problemas e dúvidas que o diabo lança na nossa mente, ainda temos que tolerar palavras de dúvida e desentendimento que acabam nos matando bem devagarinho. Há muitas pessoas que acabam por desistir da vida por não suportarem mais; maridos que saíram de casa; esposas que voltaram para a casa dos pais; filhos que se entregaram às drogas e ao àlcool, etc. Tudo por causa de palavras que jamais deveriam ter sido ditas. Estas palavras que insistem em sair da boca de determinadas pessoas são piores do que um assassinato, onde a vítima não leva consigo traumas ou lembranças. As palavras, porém matam por dentro e você tem que travar uma verdadeira luta para permanecer vivo por fora! Viver a vida inteira com todas aquelas palavras na sua mente. Isto é um peso que ninguém deveria ser obrigado a carregar. E realmente não é. Jesus na morte de cruz carregou sobre sí as nossas dores e acusações.
Porém para alguns, as palavras podem ser como um tiro na alma! Já conversei com muitas pessoas que tinham tudo para serem bem-sucedidas, mas não são por causa de uma palavra de morte ou crítica destrutiva. Podem ser os homens e mulheres mais bonitos do mundo mas, ainda assim, só conseguem enxergar pessoas horríveis quando se olham no espelho.
 
A melhor coisa a fazer para não ofender as pessoas é nunca falar quando você estiver aborrecido ou emotivo demais. É quase impossível filtrar as palavras que saem da nossa boca nessas horas. Deixem as coisas se acalmarem; tavez seja melhor falar no dia seguinte ou no decorrer da semana. Se ainda assim você não se sentir seguro para tocar no assunto, não fale!
Os filhos também são um caso delicado, pois temos a responsabilidade de ensiná-los e corrigi-los. Mas lembre-se: As suas palavras têm mais poder do que as palavras de qualquer outra pessoa. Eles até são capazes de tolerar o comportamento abusivo de colegas de escola, mas jamais suportarão palavras destrutivas dos próprios pais! Vamos ouvir mais e falar menos, pois “o que guarda a boca conserva a alma, mas o que abre os lábios a si mesmo se arruina” (Pv 13:3).
 

(Escritora Cristiane Cardoso)




QUEM VOCÊ ESTÁ OUVINDO?

"Melhor é ouvir a repreensão do sábio do que ouvir a canção do insensato". (Eclesiastes 7.5) 

A tendência natural é ouvirmos o que gostamos ou  que é mais agradável. Ouvir o que é áspero, amargo ou desagrad;avel, normalmente evitamos quando podemos. Críticas, então, ninguém gosta delas. Mesmo aquelas chamadas "construtivas", ouvimos e até entendemos, mas não gostamos. Elogio sim, amamos ouvir, acaricia nosso ego e faz bem para o nosso coração, mesmo sabendo da advertência bíblica: "Assim como mel demais não faz bem, também não é bom andar procurando elogios." (Provérbios 25.27).
No caso do texto acima, o conselho bíblico é que vale muito mais a pena darmos atenção ao sábio do que ao tolo. A palvra mais amarga do sábio é melhor para nós do que a palavra mais doce do tolo.
O tolo pode usar artifícios ou estratégias sedutoras como a música, mas a sua natureza é tola. Assim, mesmo que a palavra do sábio pareça, em primeira instância, áspera ou dura, podemos estar certos de que vai nos ajudar e nos abençoar, pois a sua natureza é sábia.
A quem você tem dado ouvidos? Quem tem merecido mais a sua atenção?
Avalie bem esta questão na sua vida e procure aproximar-se de pessoas sábias, que possam abençoar sua vida com conselhos, exortações e orientações abençoadores e edificantes para a sua vida!
 

(Aline Cosenza)




PROVAS IRREFUTÁVEIS DO AVIVAMENTO

Em primeiro lugar, esclareço que não sou alguém que fala de avivamento sem fundamento bíblico e sem estudar a história. Já passei e/ou vi quase de tudo na minha caminhada cristã. Pessoas já me julgaram (aparentemente 27 anos é pouca idade para falar da Bíblia), pastores me contradisseram no púlpito (por não concordarem com o avivamento), etc. Teve até um que chamou os adoradores de “idiotas” quando repetem muitas vezes uma canção, se referindo aos cânticos espontâneos. Que isso pastor! E olha que é um “grande” conferencista e teólogo da atualidade. Mesmo que ele tivesse razão não poderia chamar ninguém de “idiota”. Errou 2 vezes. Mas deixemos as picuinhas de lado.

Se escrevo este texto é porque tenho estudado alguns bons livros sobre o termo “avivamento” à luz da Bíblia e um pouco da história da Igreja. Afinal, se queres entender o hoje e o amanhã, deves estudar o passado. É isso que estou fazendo. Além disso, tenho compartilhado com muitas pessoas de Deus, pastores, líderes, e parece que as peças desse grande “quebra-cabeça” chamado avivamento estão se encaixando. E há provas reais nos dias de hoje!

Antes de tudo, deixe-me dar minha definição do que é avivamento baseado em tudo o que li e estudei. O termo avivamento não existe na Bíblia, mas vem de uma outra palavra utilizada nas Escrituras que é “reviver”. Avivamento é um tempo extraordinário e peculiar em que a Igreja renasce, volta à vida, volta aos princípios bíblicos, depois de um grande período de trevas, lutas, pecado, etc. É um tempo marcado por acontecimentos sobrenaturais como arrependimento e conversões em massa, curas e milagres, derramamento dos dons espirituais, cultos de adoração intensa e por aí vai. Haveria muito que se falar sobre a definição de avivamento, mas não vamos nos estender.

Me empolgo quando falo do avivamento que Deus tem para o Brasil, mas isso não me faz sair das bases bíblicas, muito pelo contrário. Então o que escrevo não é pautado em emoções mas em longos estudos e em profundas conversas com muitos irmãos em Cristo.

Creio que o avivamento está vindo sobre o Brasil porque:

- Há um grande mover de unidade na igreja. Por onde ando vejo as igrejas se humilhando umas às outras, vejo pastores dizendo entre si: “Eu preciso de ti”, vejo ministérios de louvor ministrando juntos, vejo grandes projetos sendo executados por cristãos de diferentes denominações. Para mim muitas dessas “uniões” são verdadeiros milagres;

- Vejo um grande mover de arrependimento. Ao mesmo tempo em que vejo a exposição dos falsos cristãos (joio), vejo que o trigo se volta cada vez mais para Deus. É por isso que as igrejas diminuíram em número em 2005/2006. Muitas pessoas foram removidas da igreja porque não abandonaram o pecado.

- Vejo um grande mover de conversões de almas. Há anos venho ouvindo de profecias dizendo que “os estádios lotarão”, cultos serão realizados em estádios. Isso é realidade hoje em dia. As pessoas estão vindo para Jesus sem muito esforço, aceitam facilmente a Palavra de Deus.

- Os cultos são marcados por milagres, curas, derramamento de poder de Deus, sinais, etc.

- Vejo Deus restaurando igrejas semi-destruídas, re-erguendo pastores esgotados, dando novo ânimo a ministérios abalados, etc.

- Vejo a igreja se tornando mais adoradora do que pedinte. Sempre defendi que quando a Igreja entender que tem que buscar mais a Deus, do que suas bênçãos, ela irá provar da intimidade com Deus. Isso está se tornando realidade. Vejo os jovens vindo a igreja mais para adorar do que para pedir bênção...

Em breve postarei mais provas do avivamento. Agora estou indo ao culto buscar a Deus! Se Ele me abençoar serei grato, senão continuarei adorando



(Ramon Tessmann)

 




CLAMEMOS PELA NAÇÃO

Em II Crônicas 7:14 "Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra".

Sem dúvida alguma, o que está acontecendo no país é parte de uma grande cura institucional que ainda está começando. Falando hoje com meu querido irmão e amigo Antônio Cirilo, ele me contava do posicionamento profético que ele e outros profetas do Senhor têm tomado já há algum tempo em se levantar contra a corrupção em nosso País. A iniqüidade invadiu o governo em todas as suas camadas e temos que nos levantar em oração e busca do Senhor para que tudo isto não pare agora e que Deus traga mais e mais cura sobre nosso país.

Há muito, todos já estávamos vendo que o governo que entrou falando de esperança, tinha objetivos próprios que não tinham nada a ver com os slogans publicitários, Fome Zero, etc., que não tiveram mais do que 10 % de que os investimentos usados no caixa dois e mensalão amplamente divulgados. Prova disto, são alguns pequenos indícios de que o atual governo estava mais comprometido com seus próprios objetivos do que com os rumos da nação é o fato de que seus membros mais eminentes têm vida pregressa na esquerda, alguns entraram e viveram no País com documentos falsos e muitos têm compromisso no estrangeiro com o governo Cubano que por mais de quarenta anos sucatou a Ilha, perseguiu a Igreja, torturou pastores e até hoje limita evangelho local.

Além disto, os mais eminentes do primeiro escalão do governo Lula tiveram aulas de guerrilha urbana em Cuba e mais recentemente convidaram com direito a hotel cinco estrelas, membros da primeira linha das FARC Colombiana (milícia guerrilheira que controla o tráfico de drogas, a extorsão, e o seqüestro na Colômbia) com verbas públicas federais e estaduais gaúchas no fórum da Liberdade, (não sei de quem) para palestrarem sobre liberdade.

Pouca gente lembra que no ano passado foi ventilada a possibilidade de que começaria uma investigação sobre o PT ter recebido verbas das FARC o que foi logo abafado. Sem dúvida que uma pequena investigação nestas verbas de "publicidade" pagas no Caribe teve suas origem em um destes pólos simpatizantes de esquerda, ou da direita demagógica Venezuelana que acolhe guerrilheiro e lava dinheiro irrestritamente.

Também quando visitou o Brasil, o Pres. Colombiano, Sr. Uribe pediu ao governo petista que reconhecesse as FARC com guerrilha, nociva à democracia e o nosso presidente não só não atendeu este pedido como enfatizou que seu governo via as FARC como um movimento de cunho social, retórica esta, que foi passada em branco por nossa imprensa, mas o fruto da mesma pôde ser sentindo. Pois como nunca nossas águas do norte tem sido passagem fácil para drogas e armas, e em pequenas notícias aqui e ali, guerrilheiros colombianos são vistos transitando livremente pelos redutos de traficantes no Rio.

O que é isto? É a nação como nunca precisando de seus intercessores e profetas. É nosso país sendo exposto a um governo iníquo como nos tempos de trevas de Israel quando até o direito mais banal era corrompido, e por falar em direito, podemos ver que a cúpula petista tentou de todas as maneiras corromper e macular para não dizer amordaçar o poder judiciário do País.

O que estamos vendo é só a ponta do Iceberg, os profetas de Minas estão fazendo seu trabalho. Ano passado, nosso amado Sóstenes Mendes foi fazer um de seus programas da Rede Super em Belo Horizonte no gabinete do prefeito.

O Ministério Diante do Trono tem sido uma voz profética nos quatro cantos da nação, assim como nosso ministério aqui de Porto Alegre temos ido incessantemente de norte a sul de leste a oeste proclamando o Senhorio de Cristo.

Conclamo a Igreja do Brasil em todas suas reuniões, células, grupos a orarem sem parar neste momento crucial desta nação, é hora de todos nós, como adoradores invadirmos o congresso, prefeituras, palácios de autoridades para orar, buscando ao Senhor e amarrando a força das trevas que tomaram conta e prostituíram todas as esferas do poder.

É como nunca a hora de não ter uma bandeira partidária, a política não salvará esta nação, só a gloria de Deus o poderá fazer, pois através de um povo santo e vigilante, de olhos abertos poderemos colocar esta nação aos pés do Senhor Jesus. Através da Igreja em oração em adoração, em um posicionamento firme Deus irá Sarar nossa Nação.



(Asaph Borba)

 




EU TE QUERO MEU DEUS!

Jeremias 29:11-13 são um dos meus textos bíblicos favoritos. “Eu é que sei que pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, PARA VOS DAR O FIM QUE DESEJAIS. Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu vos ouvirei. 13 buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração”.

Posso te fazer uma pergunta bem direta? Qual o fim que você deseja para você mesmo (a)?

O texto bíblico afirma que o Senhor Deus JEOVÁ é que sabe os pensamentos que ele tem a seu respeito, que são pensamentos de paz e não de mal para te dar o fim que você deseja e eu então repito a pergunta: qual o fim que você deseja para si mesmo? O seu futuro será circunstancial ou será um destino traçado pelo próprio Deus?

As Escrituras afirmam em Isaías 64:4 que o nosso Deus trabalha para aqueles que nele esperam, mas, precisamos esperar por algo em Deus e de Deus.

“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera”.

Ou seja, Deus precisa de uma expectativa fluindo do nosso interior para aplicar sobre ela ou até mesmo contra ela o destino que ele planejou para cada um de nós. Ao fazer referência a Isaías 64 em 1 Coríntios 2:9,10, o apóstolo Paulo nos diz pelo Espírito que essas coisas nos são reveladas pelo Espírito Santo que nos foi dado no dia em que aceitamos a Jesus como nosso Senhor e Salvador. Em Isaías 64:4 diz que o nosso Deus trabalha para aqueles que nele esperam e em 1 Coríntios o texto bíblico afirma que: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito...”.

Como podemos perceber, essas coisas maravilhas não estão disponíveis para todos, mas, somente para aqueles que esperam em Deus, para aqueles que amam a Deus.
Sempre que o nosso Senhor Jesus era abordado por alguém necessitado ele fazia com que tal pessoa declarasse a sua necessidade perguntando: que queres que eu te faça... Nos dando a entender que esse é um princípio que deve ser praticado por alguém que deseja algo de Deus. E você, que queres que o Senhor faça por você? Fale em voz alta agora mesmo enquanto você lê as minhas palavras, fale para o que o Espírito Santo que está aí onde você está possa interceder por você diante de Deus até mesmo com gemidos inexprimíveis se preciso for. Fale, e a sua vida nunca mais será a mesma.

Em Mateus 6:33 o nosso Senhor diz: busque o reino de Deus em primeiro lugar e a sua justiça que todas as outras coisas te será acrescentada... O reino de Deus é justiça, paz e alegria no Espírito Santo segundo está afirmado na carta aos Romanos 14:17. Se buscares a justiça, o próprio Espírito Santo nos afirma pela boca dos profetas que o fruto da justiça é a paz e o fruto da paz é a alegria.

Isaías 32:17 “O efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça, repouso e segurança, para sempre”.
Salmo 126:1-3 “Quando o SENHOR restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha. Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo; então, entre as nações se dizia: Grandes coisas o SENHOR tem feito por eles. Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós; por isso, estamos alegres”.

Quando buscamos o reino de Deus em primeiro lugar todas as coisas tais como comida, bebidas, vestes, moradia – necessidades básicas, tudo isso nos será acrescentado. Mas, meus amados leitores, nós ainda podemos ir além. Se além de buscar o reino de Deus nós nos dispormos a buscar o Deus do reino, o Salmo 37:4 diz: “agrada-te do Senhor e ele satisfará aos desejos do teu coração”.

Isso é muito mais que ter as necessidades supridas. Quando buscamos o Rei do reino, somente porque Ele é lindo, por que Ele é Santo, sim Ele nos dará muito mais do que necessitamos, ele nos dará o que o nosso coração deseja ainda que não tenhamos necessidade daquilo desejamos. E aqui começamos a alinhar o fim que desejamos com o destino de Deus para nós. Nós podemos escolher as coisas relativas à nossa vida, nós podemos até mesmo escolher se vamos servir fielmente ao Senhor ou não, mas nós não podemos escolher o propósito para o qual fomos criados. O fato é que nós não fomos criados para um propósito, e sim por causa de um propósito. E segundo o livro de Atos17:27 nós fomos criados para buscarmos a Deus. Esse é o nosso destino, buscar a Deus. Quando entendemos isso e fazemos isso alinhamos a nossa vontade com a vontade de Deus e isso libera o mundo espiritual e conseqüentemente o mundo material.

Em Apocalipse 4:11 está escrito: “Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas”.

Entenda, caros leitores, que tudo que existe, existe por causa da vontade de Deus, inclusive eu e você. Antes de sermos criados nós fomos desejados por Deus. Você existe porque Deus quis você para ser totalmente dele. Ele te desejou e te criou para Ele. Você é a coisa mais preciosa de toda a criação de Deus. Porém, Ele nos deu liberdade de escolha e, por causa dessa liberdade, Adão e Eva decidiram viver longe da presença do Eterno, mas, quando nos arrependemos dessa decisão de Adão e ansiamos e declaramos: Papai, eu te quero, eu quero estar em Tua doce presença, o seu braço forte está estendido para nós e a sua mão poderosa nos toca e nos transporta de uma situação para outra: da separação eterna de Deus para a comunhão eterna com Deus. Da humilhação para um lugar de glória. Da posição de criatura para a posição de filho e filha de Deus. Do império de Satanás para o Reino do Filho do amor de Deus. Da escassez para o suprimento, do suprimento para a abundância, da abundancia para a superabundância. Aleluia.

O braço forte do Senhor é o Senhor Jesus Cristo e a mão poderosa de Deus é o Espírito Santo. O seu braço foi estendido para sempre e a Sua mão te acaricia agora mesmo enquanto você lê essas simples linhas. Renda-se a Ele e sinta o Seu poder transformador sobre você agora mesmo. A sua vida jamais será a mesma. Alinha a seu desejo com o desejo de Deus e ocupe a sua santa posição em Sua presença agora mesmo. È na presença de Deus que todas as coisas são superabundantes. Há um lugar na presença dele que está reservado desde os tempos eternos para você. E, através do sacrifício na Cruz, o nosso Senhor Jesus Cristo te garantiu o direito legal de ocupar esse lugar na presença de Deus.

E agora, o que você está desejando? O Senhor te dará o fim que desejas...

Antônio Cirilo




LIVRES DE CONDENAÇÃO

“Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida.” (João 5:24 ARA)


Em praticamente todas as religiões existe o conceito de salvação, exceto em algumas filosofias em que não se crê algo para ser salvo. Isso, baseado no entendimento de que o ser humano é bom e não precisa ser salvo.
O Cristianismo discorda. O ser humano é pecador, motivo para este mundo estar no estado em que está, repleto de guerras, fome, doenças, ecossistema deteriorado, desigualdades, miséria e tantas outras coisas. Mesmo se não crêssemos no inferno (mas cremos) seria necessário que algo ou alguém nos salvasse – de nós mesmos em nossa natureza destrutiva.
Jesus Cristo disse, neste versículo narrado por João, que a condenação de um juízo pode ser evitada, bastando para isso ouvir o que Ele disse e crendo, não Nele, nem no que Ele disse ou fez, mas Naquele que o enviou. É lindo isso e tão simples que talvez por isso mesmo muitos não consigam crer. Teria de ser algo complicado, penitente, longo, seletivo, sei lá. Mas aleluia, não é. Eu não teria conseguido se fosse mais difícil do que é. Basta crer, basta ouvir e crer.
Nada sutil, ainda há o fato do verbo estar no presente. Quem ouve (tempo presente) tem a vida (tempo presente). Isso nos ensina que basta crermos agora para termos assegurada a vida agora.

Não precisamos esperar o fim da vida para descobrir se deu certo, se funcionou. Já temos tudo que precisamos para ter certeza da vida eterna aqui. É bem verdade que o verbo no tempo presente também sugere um ato contínuo, algo a ser praticado de forma ininterrupta. Ou seja, devemos crer continuamente na Palavra de Deus, temos de manter uma postura e um estilo de vida, por assim dizer, crédulo.
 

Eu pessoalmente fico muito feliz com isso. Seria muito ruim para mim não ter certeza de estar no caminho certo…
“Pai, ensina-me a agir de forma que minha vida reflita o tanto que creio em Ti. Dá-me as forças necessárias para crer e viver de forma coerente. Se não serei condenado, nada tenho a temer.” (Mário Fernandez)

*Texto retirado do site www.ichtus.com.br




Coerência

 

"Se alguem se recusa a ouvir a lei, até suas orações serão detestáveis."  (Provérbios 28.9)

Ao me deparar com este versículo pensei: Talvés esteja diante de um dos mais difíceis textos da Bíblia. Não por qualquer dificuldade de interpretação, mas exatamente por sua clareza e objetividade:  Como orar a um Deus ao qual, deliberadamente, não obedecemos? Seria ver Deus somente em sua graça e ignorar seu caráter e sua justiça.

A única oração cabível ao desobediente é a de arrependimento. A partir desta, todas as outras ganham pertinência . E para fazer esta oração precisa ter coragem. Há se precisa! Digo por experiência própria, pois, mesmo sendo criada dentro do evangelho, já tive momentos de "rebeldia", uma vez que a bíblia norteia os desobedientes como rebeldes aos olhos do Senhor.

Esse versículo, esse pequeno versículo é, sem dúvidas alguma, base para um dia inteirio de pregação. Pois ele toca no aspecto do limite do desprezo de Deus para com o homem desobediente. É uma nota sobre a longanimidade de Deus, que vai esperando, esperando e dando mais uma chance e outra oportunidade. Porém, chega um momento no qual Ele despreza até as orações do desobediente contumaz.  É como se fosse a última coisa que Deus, em função de sua natureza, acabasse tendo que fazer diante da teimosia do homem.

Pois foi o peso da palavra "desprezo", que no dicionário quer dizer: falta de apreço, de consideração, de estima, que me levou a uma reflexão a respeito da minha atitude para com a Palavra de Deus. E é isso que espero que aconteça com você. Pare e pense. Até que ponto você se julga ser importante obedecer e seguir as ordens de Deus?

Eu aprendi que quanto mais obedientes e cumpridores da Palavra Viva, mais distantes do desprezo divino estamos. E por isso minha oração é: Senhor, meu desejo é ser obediente e viver sempre muito, mais muito longe do seu desprezo. Ajuda-me, em nome do seu filho amado Jesus, amém!

 

Aline Cosenza - Ministério de Comunicação




SER SANTO OU NÃO SER? EIS A QUESTÃO?

Ser santo significa ser separado e reservado para Deus, consagrado e entregue a ele. Essa simples palavra implica tanto devoção, no sentido de viver uma vida de serviço a Deus, quanto assimilação, no sentido de imitação, conformidade e serviço de forma como o próprio Deus serve.

“A santidade se inicia dentro da pessoa, com um desejo correto de expressar-se corretamente. Não é uma questão apenas das ações que desempenho, mas das motivações que me levam a executá-las”, afirma Bruce Wilkinson. A motivação, os objetivos, a paixão, o desejo, os anseios, as aspirações, as metas e a direção de uma pessoa santa é querer agradar a Deus acima de tudo. Tanto pelo que faz como pelo que evita fazer. Certa vez, li que boas obras começam com louvor, adoração, honra e exaltação de Deus como o tempero da vida inteira de uma pessoa, já as coisas más se iniciam com a negação de tudo isso, além de frieza em relação a todas elas. Faz sentido!

Parafraseando William Shakespeare em “Ser ou não Ser”, abro um parênteses perguntando se realmente existe uma questão a ser respondida. Uma vez cogitada a possibilidade do questionamento: “Será que a santidade é realmente importante nos dias de hoje?”, digo veementemente que a resposta é sim. Contudo, ela não se apresenta da maneira óbvia quanto parece. Quer saber porque? Basta avaliar, mesmo que superficialmente, sobre o que os cristãos de hoje estão lendo, pregando, ensinando e como não poderia ser diferente - diante da tecnologia em que estamos inseridos - produzindo material de áudio e vídeo. A resposta não é nem de longe santidade, mas sucesso e sentimentos positivos como: saúde, riqueza, liberdade, ascensão profissional, status, família feliz, prosperidade e etc. E para quem pensa que eu estou exagerando ou tendo uma visão radical das coisas, basta olhar nas prateleiras das livrarias para perceber a quantidade de livros cristãos do tipo “como fazer para”. Entendam que em hipótese alguma estou afirmando que não é certo querer ou lutar para ter tais coisas. Eu sou a primeira a querer ter uma linda família e uma carreira promissora, porém o assustador é perceber que o que mais está sendo valorizado seja em nossos líderes cristãos - pastores, professores, escritores, líderes de ministérios ou outras pessoas de grande influência em nosso ambiente não é a santidade delas mas, a habilidade, os dons, os talentos e recursos. O número de “supostos evangélicos” que foram pegos em atividades ilícitas, escândalos financeiros e morais é enorme. O mais espantoso de tudo isso é ver a rapidez com que essas mesmas pessoas retornam e são reiteradas em seus ministérios como se nada tivesse acontecido. A velocidade com que elas são reintegradas mostra que valorizamos muito mais as habilidades do que a santidade.

Se ignorarmos o fato de que a santidade é de total e inquestionável importância para os filhos de Deus, estamos absolutamente errados. A santidade é, de fato, ordenada. Deus a deseja, Cristo a requer e em todos os livros da Bíblia, tanto no Velho como no Novo Testamento, clamam por ela.

Deus quer que sejamos pessoas santas, pois um caminho santo vai melhorar nosso testemunho, uma vez que se nossas vidas parecem não ser diferentes da vida de qualquer outra pessoa, como influenciaremos a mudança de atitude de outras? Se quisermos ser frutíferos na evangelização, devemos cultivar santidade de vida.

 
“Vos sois a luz do mundo. (...) Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso pai que está nos céus” (Mateus 5: 14,16)     Jesus Cristo
 
 

Aline Cosenza - Ministério de Comunicação